Domingo, 15 de Agosto de 2010

Quadras oliventinas (II)

Mais quadras. As primeiras, recolhidas por Carlos Luna  :

 

As mocinhas lá em São Bento,
todo o seu traje é um:
sapatos de cinco bicos,
e as meias da cor do cu.

(ouvida em São Jorge da Lor, 1991, a Eduardo Godinho)

Toda a mulher que é bonita
não devia de nascer.
É como a pêra madura,
todos a querem comer!

(ouvida em São Jorge, 1992, a Severiano Nunes)
__________________________________________________________

 

 

OUVIDAS POR HERNÂNI CIDADE, NAS DÉCADAS DE 1950 E 1960, EM OLIVENÇA:

Brinca, menina, brinca,
não tires os sapatinhos,
que a água está gelada
e espantas os borreguinhos.

As flores do meu canteiro
dizem-me todos os dias
as conversas que tu tens
sem esquecer as picardias.

Cheguei agora da horta
com um braçado de flores,
Deus bem sabe que eu vinha
pensando nos meus amores.

Falei contigo uma noite
e não sei como te via,
os teus olhos tinham luz
e a noite parecia dia.

Vesti ontem saia nova,
fui logo fazer promessa.
O padre ralhou comigo
gritando: «Não tenha pressa»!

Sonhei contigo uma noite,
pensando que me querias.
Despertei toda assustada
sem saber o que dizias.

Sou leiteira, vendo leite,
também vendo requeijão.
Falarei ao meu amor
Quando tenha ocasião.

O amor enquanto é novo
ama com todo o cuidado.
Depois que vai para velho,
mostra papel de enfadado.
[Cantado pelos Acetre em espanhol.]

Vamos cantar os Reis
à porta do lavrador,
que tem a mulher bonita
e a filha que é uma flor.

Ao poço da tua rua
fui ontem beber água.
Tinha secado de noite
com pena da minha mágoa.

Vi-te à janela uma noite
chorando penas, aflita.
A Lua batia no rosto
mostrando a tua desdita.

Meu coração chora sempre
as lágrimas de uma santa;
são queixumes portugueses
que se ouvem na barranca.

[Nota de Carlos Luna: "barranca", nome de una antiga rua ou praça de Olivença que já não existe.]

Canta alegre o coração,
canta bem a despedida;
já não têm luz nem morrão
os olhos da minha vida.

Romeiro dos meus amores,
Deixa cantar a canção;
são tristezas e são flores
que saem do coração.

Adeus, perfumes e flores,
Azeite da minha candeia,
adeus flores dos meus amores,
adeus casinhas da aldeia.

Dos beijos que me deste
guardo o bafo no coração.
Quando fores ao Guadiana
ouve bem esta canção.

(REPETIDA:)
Saudades, tenho saudades,
saudades das feiticeiras.
Lembrança das amizades
da "Terra das Oliveiras".

Doce Jesus da minha alma,
doce Jesus da minha vida,
quando chegará a hora
da minha doce partida?

Oh, senhores, eu vi-a Coxa
lá no largo do Rossio,
com uma canastra à cabeça
vendendo o belo safio.
[Referência a alguma mulher que tinha o sobrenome de "Coxa".]

O safio estava podre,
estava podre e não se vendia,
e a pobrezinha da Coxa,
em vez de ganhar, perdia.

 

Música: Quadras oliventinas
Publicado por AG às 15:37
Ligação da entrada | Comentem | Adicionem aos favoritos
|  O que é? | Partilhári
Comentário(s):
De olivencalivre a 15 de Agosto de 2010 às 18:14
Fiz umas quadras para as festas de Vila Real!!!

N'aldeia de Vila Real/
Houve dias de folia;/
no meio do arraial/
o povo de divertia.//

Eram as festas da aldeia,/
o melhor que Agosto tem;/
e Vila Real já anseia/
p'las Festas do ano que vem!//

Foram uns dias de alegria,/
que trouxeram a Vila Real/
muita gente com companhia,/
fosse de Espanha ou Portugal.//

Carlos Eduardo da Cruz Luna
Estremoz, 15 de Agosto de 2010
De Pedro a 15 de Agosto de 2010 às 22:45
"Toda a mulher que é bonita
não devia de nascer.
É como a pêra madura,
todos a querem comer!"

Eh interessante porque existe um cantar popular açoreano muito parecido:

"Toda a moça que é bonita
Se ela chora ou se ela grita
Nunca havera de nascer
É como a pera madura
Da quinta do padre cura
Todos a querem comer."

Comentem entrada

.Hora solar de Olivença

.Procurem neste blógui

 

.Que horas são?

Hora oficial:

.Contadôri


contador de visitas

.Entradas recentes

. Atividades diversas de 20...

. A língua basca cresce em ...

. A fala (galegoportuguesa)...

. "O rei leão" em asturiano

. "Ruas e aldeias de Oliven...

. Ruas bilingues em Táliga?

. Nacionalidades também em ...

. Mirandês na escola (2017)

. Olivença e a Raia na TVE ...

. Limpeza da ermida de Noss...

.Arquivos

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.Palavras-chave

. todas as tags

.Ligações

.Dicionário galego-português

Pesquisa no e-Estraviz

.Dezembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO

.Participem

. Participem neste blógui

.Contadôri

.subscrever feeds