Segunda-feira, 7 de Fevereiro de 2011

Consolidado o mercado de artesanato português

Consolida-se o mercado de artesanato e antiguidades em Olivença

 

Pelo terceiro mês consecutivo, no próximo sábado 12 de fevereiro celebrar-se-á no antigo Adro da Madalena e ruas adjacentes, em Olivença, o Mercado de Artesanato e Antiguidades de Portugal.

 

A iniciativa é promovida pela associação cultural Além Guadiana, em colaboração com a Câmara Municipal, contando também com o apoio da Associação de Comerciantes do Centro (Acesco), Esta feira, que tem lugar nos segundos sábados de cada mês, contará na próxima edição com novos postos procedentes de diversas localidades do Alentejo. Como novidade, a maior parte dos artesãos realizarão trabalhos ao vivo dos seus produtos artesanais, de barro, cortiça, ráfia, madeira, etc., imprimindo um caráter cultural a este mercado.
PRODUCTOS DE BARRO, MADERA, CORCHO Y RAFIA

El Mercado de Artesanía y Antigüedades de Portugal vuelve ese sábado a Olivenza

Foto de la Noticia
Foto: EP/REMITIDO

OLIVENZA (BADAJOZ), 8 Feb. (EUROPA PRESS) -

El Mercado de Artesanía y Antigüedades de Portugal regresa este sábado a la localidad pacense de Olivenza, donde se celebra por tercer mes consecutivo.

 

La iniciativa está promovida por la Asociación cultural Além Guadiana, en colaboración con el Ayuntamiento de Olivenza, y cuenta con el apoyo de la Asociación de Comerciantes del Centro (Acesco).


Según informa la Asociación Além Guadiana en nota de prensa, este mercado se instalará en la Plazuela de la Magdalena (Antiguo Adro da Madalena) y calles adyacentes, y como novedad, la mayor parte de los artesanos realizarán trabajos en vivo de sus productos artesanales, como son el barro, corcho, rafia, madera, lo cual imprimirá un "carácter cultural" a este mercado.

 

Este zoco, que se celebra los segundos sábados de cada mes y contará en la próxima edición con nuevos puestos procedentes de diversas localidades del Alentejo.

 

http://www.europapress.es/extremadura/noticia-mercado-artesania-antiguedades-portugal-vuelve-sabado-olivenza-20110208093907.html

 

http://www.hoy.es/20110208/local/badajoz/mercado-artesania-portugal-vuelve-201102081130.html

 


página 22, 9 de fevereiro de 2011
CONSOLIDA-SE O MERCADO DE ARTESANATO E ANTIGUIDADES DE OLIVENÇA

Pelo terceiro mês consecutivo, no próximo sábado 12 de fevereiro celebrar-se-á no antigo Adro da Madalena e ruas adjacentes, em Olivença, o Mercado de
Artesanato e Antiguidades de Portugal.

A iniciativa é promovida pela associação cultural Além Guadiana, em colaboração com a Câmara Municipal, contando também com o apoio da Associação de
Comerciantes do Centro (Acesco), Esta feira, que tem lugar nos segundos sábados de cada mês, contará na próxima edição com novos postos procedentes de diversas localidades do
Alentejo. Como novidade, a maior parte dos artesãos realizarão trabalhos ao vivo dos seus produtos artesanais, de barro, cortiça, ráfia, madeira, etc., imprimindo um caráter cultural a
este mercado.

(Texto da responsabilidade do Colectivo da Associação (oliventina) Além Guadiana, datado de 7 de fevereiro de 2011)

Sentimo-nos: arteesãos
Música: artesã
Publicado por AG às 15:37
Ligação da entrada | Comentem | Adicionem aos favoritos
|  O que é? | Partilhári
Comentário(s):
De ABolotinha a 7 de Fevereiro de 2011 às 19:46
Dia 12 de Fev ai estarei para mais um mercado!!!
De olivencalivre a 18 de Fevereiro de 2011 às 19:19
Jornal "LINHAS DE ELVAS", 17 de Fevereiro de 2011
REPORTAGEM
REGIÃO
ARTESANATO PORTUGUÊS ATRAI OLIVENTINOS
(Grande reportagem, com um enorme espaço (2/3 do mesmo) ocupado com
seis fotografias, das
quais três têm legenda. "Gregório Figueiredo"; Jorge e Fátima
Gambutas"; "Refrigerantes
São Mamede, do tempo em que o Distrito de Portalegre ainda produzia
muitos produtos de
referência nacional")
No antigo Adro da Madalena e ruas adjacentes, em Olivença, ocorre,
nos segundos
sábados de cada mês, o Mercado de Artesanato e Antiguidades de Portugal.
A iniciativa, que já vai no seu terceiro mês, é da Associação Além
Guadiana, em
colaboração com a Câmara Municipal local, e conta com o apoio da Associação de
Comerciantes do Centro Histórico da cidade vizinha de Olivença (Acesco).
A Feira conta com postos procedentes de diversas localidades do
nosso país, com
predominância de oriundos do Alentejo. Alguns artesãos realizam
trabalhos ao vivo dos
seus produtos com matérias como o barro, a cortiça. ráfia ou madeira,
imprimindo um
caráctar cultural a este mercado.
No passado Sábado, dia 12, Gregório Figueiredo, de São Miguel de
Machede, Évora,
mostrava os seus inatos dotes em transformar raízes e troncos de
oliveira em magníficas
peças decorativas, de mobiliário ou simplesmente de complementos para
a alimentação. Para
o artista, que percorre em Portugal os principais certames do sector,
"vale a pena a
deslocação a OLivença, pois, apesar de não ser excelente, é um mercado
que vale a pena em
termos comerciais".
De Estremoz, o casal Gambutas apresenta uma colecção de monumentos
oliventinos
executados em pirogravura que são muito apreciados pelo público local,
para além de outro
artesanato típico estremocense. Cadeiras e cestos de vime,
alfarrabistas e antiquários,
completam o mercado que espera por si em próxima ocasião.

Comentem entrada

.Hora solar de Olivença

.Procurem neste blógui

 

.Que horas são?

Hora oficial:

.Contadôri


contador de visitas

.Entradas recentes

. Volta a língua portuguesa...

. "Tinta verde" (Vitorino):...

. Mais ruas bilingues em 20...

. Olivença através dos livr...

. Valenciano de Múrcia (201...

. 600 oliventinos portugues...

. Língua asturiana no ensin...

. Catalão e aragonês em Ara...

. Olivença na RTP ("Linha d...

. Cristina Branco

.Arquivos

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.Palavras-chave

. todas as tags

.Ligações

.Dicionário galego-português

Pesquisa no e-Estraviz

.Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO

.Participem

. Participem neste blógui

.Contadôri

.subscrever feeds