Domingo, 24 de Julho de 2011

Fados II: fotos

 

 

 

 

 

Comentários de Marcelo Rebelo de Sousa na TVI (7.VIII.2011):

http://www.tvi.iol.pt/mediacenter.html?load=1&gal_id=128762 (aos 38 minutos)

 

Sentimo-nos: fadista
Música: fado
Publicado por AG às 11:57
Ligação da entrada | Comentem | Adicionem aos favoritos
|  O que é? | Partilhári
Comentário(s):
De olivencalivre a 24 de Julho de 2011 às 14:47
EM OLIVENÇA, FADOS DE NOVO
(POESIA EM DÉCIMA: para quem não sabe, estilo de poesia alentejana em
que há um Mote e um desenvolvimento em estâncias de dez versos em que
o último vai reproduzindo cada um dos versos do Mote, pela sua ordem)


EM OLIVENÇA, FADOS DE NOVO

Mote
Em Olivença, mais uma vez
Se tocou o Fado Lusitano;
Vozes soaram com limpidez
Naquele espaço raiano!!

1
Vinte e um de Julho, foi o dia
De dois mil e onze, o ano!
"P'la" segunda vez, soberano,
Em Olivença, o Fado enchia
O Povo atento de alegria!
Ficou patente, com nitidez
Que existia sentir português
Entre aquela gente qu'ouvia
Cantar a castiça melodia
EM OLIVENÇA, MAIS UMA VEZ!!!

2
Primeiro, veio o Toy Faria.
Também a Patrícia Leal
Que, com sabedoria ancestral,
Com sua formosa voz enchia
Toda a plateia d'euforia!
Foi um brado "camoniano"
Que ali se ouviu, e sem engano!
Era noite escura e estrelada
E, naquela rua fadada,
SE TOCOU O FADO LUSITANO!!!
3
João Ficalho lá cantou depois
E não quis fazer má figura
Tocando também, com bravura!
Ele e a viola eram dois,
E veio um intervalo depois!
Mas logo, e com desfaçatez,
De novo cantaram os mesmos três,
E numa sucessão venerável
De forma sempre admirável
VOZES SOARAM COM LIMPIDEZ!

4
Deu nas vistas o João Esquetim,
E a guitarra portuguesa
Nas suas mãos uma beleza
(Como nunca se ouviu assim,
Tão delicadamente enfim!)!
Quase foi um serão mundano
(Um simples momento profano),
Mas foi sentido lá no fundo
Como símbolo de um mundo
Naquele espaço Raiano!!!

Estremoz, 22 de Julho de 2011
Carlos Eduardo da Cruz Luna
De olivencalivre a 26 de Julho de 2011 às 14:39
UMA NOITE PARA RECORDAR
Era uma noite calma. Quinta-feira, 21 de Julho de 2011, à noite. Um
palco montado a meio da rua. Rua dos Saboeiros. Calle Bravo Murillo,
oficialmente.
O enquadramento do palco era belo. Um velho nicho, caiado de
branco, que outrora albergou um qualquer santo ou santa. Talvez em
nome de um ofício. Quiçá de uma qualquer devoção, pessoal ou
colectiva. Talvez em memória de algo. Ou de coisa nenhuma. Fé,
certamente. Como sabê-lo?
Meia rua, defronte do palco, cheia de cadeiras, com algumas mesas,
uma ou outra reservada para as autoridades locais e autárquicas, tudo
em frente do Bar promotor do evento, o "Pub Limbo". O espectáculo,
alentejanamente, recebeu o nome de "Luar na Chuné". "Chuné"
alentejana, visível, com o luar a bater-lhe. E o nicho, com enfeites
barrocos. Também com a Luar a bater-lhe.
Nas cadeiras, sentou-se muita gente. Esmagadoramente locais. E esperou-se.
Não muito. Toy (António) Faria, de Elvas, começou a cantar o
primeiro fado. E continuou com o segundo. Depois, a voz forte de
Patrícia Leal. Uma surpresa. Da Azaruja. Uma voz igual às melhores.
Por fim, João Ficalho, de Borba. Cantando.... mas também, e sempre,
tocando viola. Acompanhando também os outros.
Só um não cantou. João Esquetim, de Portalegre, creio. Mas... era
ele que dava o som ao fado. Som que tirava da Guitarra portuguesa.
Momentos surpreendentes. Principalmente quando um fadista, Toy
(António) Faria, fez um apelo ao público para que o acompanhasse. E
ele assim fez. Uma e outra vez, entoando "Canto o Fado".
Outro momento alto. Patrícia Leal cantou "Por uma Lágrima".
Dificuldade e responsabilidades acrescidas. Um primor de execução!
Todos estiveram bem. Cantores, público, organizadores. Com destaque
para a Associação local "Além Guadiana". Que teima. Lutando contra o
silêncio, a apatia, a indiferença. Porque a cultura lusitana está ali,
e é de todos. Evitando interferências políticas ou questões delicadas.
Mas está presente.
Foi uma noite de fados em Olivença. Essa localidade incómoda. Mas
com uma grande personalidade!
Estremoz, 26 de Julho de 3011
Carlos Eduardo da Cruz Luna
De olivencalivre a 9 de Agosto de 2011 às 21:57
MARCELO REBELO DE SOUSA ELOGIA NOITE DE FADOS EM OLIVENÇA (07-Agosto-2011)
TVI, Comentário, no final do noticiário das 20:00 (aí pelas 21: 10
minutos, mais ou menos, hora portuguesa)
(Notas Finais)..."Foi monumental, há pouco mais de semana, a
noite de fados em Olivença, a mostrar que há ali ainda uma alma
portuguesa"(...) (As palavras podem não ter sido exactamente estas,
mas foram em 90 %)

Comentem entrada

.Hora solar de Olivença

.Procurem neste blógui

 

.Que horas são?

Hora oficial:

.Contadôri


contador de visitas

.Entradas recentes

. "O rei leão" em asturiano

. "Ruas e aldeias de Oliven...

. Ruas bilingues em Táliga?

. Nacionalidades também em ...

. Mirandês na escola (2017)

. Olivença e a Raia na TVE ...

. Limpeza da ermida de Noss...

. Língua quíchua, mais ensi...

. O asturiano em 2017

. Pastor (Ánchel Lois Salud...

.Arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.Palavras-chave

. todas as tags

.Ligações

.Dicionário galego-português

Pesquisa no e-Estraviz

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
blogs SAPO

.Participem

. Participem neste blógui

.Contadôri

.subscrever feeds