Sexta-feira, 28 de Outubro de 2011

Os "Acetre" representam Portugal em Madrid (5.XI.2011)

Os "Acetre" participam na IX Mostra Portuguesa em Espanha, nomeadamente em Madrid:

Mais:

Sentimo-nos: raianos
Música: raiana
Publicado por AG às 17:35
Ligação da entrada | Comentem | Adicionem aos favoritos
|  O que é? | Partilhári
Comentário(s):
De olivencalivre a 28 de Outubro de 2011 às 23:25
GRUPO OLIVENTINO "ACETRE", BILINGUE, PARTICIPA NO EVENTO IX MOSTRA PORTUGUESA EM MADRID//5 de Novembro de 2011

EM PORTUGUÊS (Tradução de Carlos Eduardo da Cruz Luna)

IX MOSTRA PORTUGUESA (EM MADRID)
GRUPO OLIVENTINO "ACETRE", BILINGUE, PARTICIPA NO EVENTO
MADRID - Círculo de Bellas Artes (Alcalá,42) - sábado 5 nov. - 21:00 h. - 15 €
Veja http://www.mostraportuguesa.es/musica/acetre.html
http://www.acetre.com/


O folclore é uma experiência movediça, soçobrante, uma viagem interior. Sempre se complicou quando toca a tradições musicais vizinhas, mas, a esta altura dos acontecimentos, está claro que (já) tudo é vizinho, tudo está em contacto com o vizinho. O objetivo do folclore é "serpentear", "roçar-se", facer sínteses. Tanto assim é que, quando não se move, quando não evolui, não é folclore. Eis no que estão de acordo os membros do grupo "Acetre". É que, aparentemente, nenhum se deixa ficar pela "colocação das peças", pelo mero reproduzir do passado.
Faz agora cinco anos que esta formação (este grupo) interpretra percursões, "gaitas" extremenhas, flautas, violinos, clarinetes, violas, guitarras e vozes, sem ocultar os apelos à renovação literária de boa parte dos seus conteúdos, e tudo isso para fazer do seu "estilo" peculiar algo mais universal e também mais próximo da terra e ao seu tempo. Fazem-no a partir de Olivença, Badajoz, que é como fazer música num enclave aberto, numa "esquina" cultural cujas respectivas paredes olham tanto para Portugal como para a Extremadura.
Os seus recitais são sempre uma festa exultante, um turbilhão de ocorrências muiticolores que se agrupam sem freio, demonstrando a existência de um grande entendimente, de uma cumplicidade, entre todos os músicos. Este concerto celebra-se agora no âmbito do programa elaborado para a IX Edição da Mostra Portuguesa, a fim de estrear em Madrid um registo ambicioso e inteligente, o oitavo da sua carreira, batizado com o significativo e revelador nome de "Arquiteturas Raianas".
Já a imprensa especializada falou, desde que o grupo "Acetre" surgiu, da buscas de marcas de identidade como o fim primeiro das suas composições. E, sempre em busca delas, sem cair desde logo numa simples exumação de arcanos (antiguidades), continuam a sua marcha com a ajuda de alvoradas extremenhas, "perantones", "pindongos", toadas festivas, e também algo do fragor raiano dos fados, dos corridinhos portugueses e dos verdegaios. Uma combinação bem aproveitada que dá como resultado um "prato" sonoro, fascinante, e único
".Acetre", depois de três décadas e meia de história - antiguidade que repartem com "Manantial Folk" -, é já um grupo referido com destaque em todas as antologias, gente muito valente e de filosofia musical muito marcada, muito própria, e um dos ícones da tradição musical extremenho-portuguesa. O que este grupo faz é preservar uma oferta renovada para a música popiular do nosso tempo.
De olivencalivre a 9 de Novembro de 2011 às 11:13
CRÓNICA DO CONCERTO: "ACETRE NA IX MOSTRA PORTUGUESA EM MADRID"(5 de
Novembro de 2011)
Acetre Folk Bilingüe - Oficial
Crónica de Tierrafolk.com del concierto del pasado sábado en Madrid

http://www.tierrafolk.com/festivales/festivales.php?codi=2700
Crónica de concierto: Acetre en la IX Mostra Portuguesa
Leído 80 veces desde: 07-11-2011
Por Gustavo Guerrero

Acetre
5 de noviembre de 2011. Circulo de Bellas Artes, Madrid

Anoche pudimos estar aún más cerca de nuestra vecina y amada Portugal.
La Mostra Portuguesa, que ya va por su novena edición, está presente
en varias ciudades de España con eventos gastronómicos, literatura,
exposiciones y por supuesto música.

Esta pasada noche le tocó a la música en Madrid. Dentro del marco
siempre incomparable del Círculo de Bellas Artes y en su Salón de
Columnas, pudimos asistir al concierto del grupo Acetre (palavra que
significa "Púcaro") y a la presentación de su último trabajo,
“Arquitecturas Rayanas”.

No pretendo comentar ahora su nuevo disco, pues podéis leer una muy
buena reseña sobre el mismo aquí en Tierrafolk. Sí quiero sin embargo
transmitiros lo bien que lo pasamos viviendo el directo de Acetre. Y
sobre todo quiero hacer llegar estas sensaciones a aquellos que no
conozcan aún a Acetre o no hayan asistido a algún directo suyo.

Acetre es un grupo vivo, bien formado y multidisciplinar. A lo largo
de la noche, fueron apareciendo sobre el escenario instrumentos de
todo tipo, incluyendo las famosas sartenes que acompañan a más de un
tema del nuevo disco.

En el escenario presenciamos duelos de instrumentos entre una
maravillosa Clara Lorenzo al violín, en constante pique musical con el
“monstruo” -como llegaron a gritarle anoche- Víctor Asensio, para el
que los instrumentos de viento son una prolongación de sus
extremidades. También tuvimos oportunidad de cantar a coro con ellos
“La Casa de Mosés” y el que quiso pudo bailar en los bises, con temas
tan clásicos como “Yeyitu-Vira”.

Destacaron las voces del grupo, Ana Jiménez y Ana Márquez, que son
impresionantes sobre todo cuando podemos apreciarlas a capella, como
anoche, o en esos maravillosos y melancólicos fados portugueses en los
que Ana Jiménez nos dejó con la boca abierta.

Hay que verlos en directo sin duda para comprender cómo este grupo es
capaz de transmitir toda su fuerza. Los allí presentes acabamos
encantados y ellos se sintieron cómodos con el público de Madrid.

Si aceptáis un consejo, no dudéis en verlos en directo en cuanto
tengáis la oportunidad.

Comentem entrada

.Hora solar de Olivença

.Procurem neste blógui

 

.Que horas são?

Hora oficial:

.Contadôri


contador de visitas

.Entradas recentes

. Volta a língua portuguesa...

. "Tinta verde" (Vitorino):...

. Mais ruas bilingues em 20...

. Olivença através dos livr...

. Valenciano de Múrcia (201...

. 600 oliventinos portugues...

. Língua asturiana no ensin...

. Catalão e aragonês em Ara...

. Olivença na RTP ("Linha d...

. Cristina Branco

.Arquivos

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.Palavras-chave

. todas as tags

.Ligações

.Dicionário galego-português

Pesquisa no e-Estraviz

.Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO

.Participem

. Participem neste blógui

.Contadôri

.subscrever feeds