Segunda-feira, 22 de Outubro de 2012

Lusofonias 2012, atos (I)

Pele e Fole

 

Siempre Lusofonías

 

Por tercer año consecutivo, el espacio cultural “Lusofonías” exteriorizó la voluntad del pueblo oliventino de valorizar nuestra extraordinaria herencia portuguesa y de reconstruir los lazos culturales de nuestra tierra con Portugal.

 

Han sido unas “Lusofonías” más sobrias, pero las dificultades económicas no han sido obstáculo para la celebración de un evento que este año ha tenido un especial simbolismo, que refuerza nuestro deseo de seguir perteneciendo al mundo lusófono y de fortalecer nuestra identidad.

Emotivo acto inaugural, con representantes institucionales de la localidad, ciudadanos oliventinos y foráneos; amplia participación en la Lectura Pública Continuada en Portugués; excelentes las actividades de nuestros amigos de Do Imaginário de Évora, colectivo de enorme calidad profesional y humana, que nos trajeron sus “arruadas” de tambores y gaitas, sus “Quixotes” portugueses y su recorrido por la geografía instrumental de Portugal. Muy agradable la comida de convivencia, en la que numerosos amigos de la cultura oliventina y portuguesa compartimos un buen rato.

 

A las instituciones y personas que prestaron su apoyo a las Lusofonías 2012, a quienes participaron en sus actividades, y a los socios de Além Guadiana, ¡muchas gracias!

 

Leitura pública

 

Sons da tradição

 

Retábulo de Mestre Pedro e Dom Quixote

 

Almoço de convívio

Sentimo-nos: a conviver
Música: de convívio
Publicado por AG às 16:24
Ligação da entrada | Comentem | Adicionem aos favoritos
|  O que é? | Partilhári

.Hora solar de Olivença

.Procurem neste blógui

 

.Que horas são?

Hora oficial:

.Contadôri


contador de visitas

.Entradas recentes

. O asturiano em 2017

. Pastor (Ánchel Lois Salud...

. Português cristang ou cri...

. Dia de Portugal em Oliven...

. Línguas americanas na Amé...

. Volta a língua portuguesa...

. "Tinta verde" (Vitorino):...

. Mais ruas bilingues em 20...

. Olivença através dos livr...

. Valenciano de Múrcia (201...

.Arquivos

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.Palavras-chave

. todas as tags

.Ligações

.Dicionário galego-português

Pesquisa no e-Estraviz

.Julho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO

.Participem

. Participem neste blógui

.Contadôri

.subscrever feeds