Terça-feira, 26 de Março de 2013

Oliventinos por nacionalidade portuguesa na RTP (22.III.2013)

http://vimeo.com/62505454

http://www.rtp.pt/play/p1108/e111791/hora-de-fecho/286966

No programa "Hora de fecho" (22 de março de 2013), com Ribeiro e Castro.
Sentimo-nos: ibéricos
Música: raiana
Publicado por AG às 16:01
Ligação da entrada | Comentem | Adicionem aos favoritos
|  O que é? | Partilhári
Comentário(s):
De olivencalivre a 29 de Março de 2013 às 14:24
JORNAL DE NOTÍCIAS, 29 de Março de 2013 (entrevista de oliventinos na televisão)

O QUE SE APRENDE NA TELEVISÃO

Parecia mentira. Mas... era verdade. Oliventinos autênticos, na televisão (RTP), durante mais de quarenta minutos, em Português se expressaram. Discorreram sobre o abandono a que o Estado português, os órgãos de comunicação, os intelectuais lusos, e outros sectores, os votaram até agora. Nos dias 22 e 24 de Março de 2013, pois a entrevista, conduzida por Maria Flor Pedroso, foi para o ar duas vezes.
Vieram a Lisboa para entregar pedidos de nacionalidade portuguesa para conterrâneos seus, de Olivença. É já a segunda vez, e já o fizeram cerca de cento e quarenta pessoas nessas condições. Há mais a quererem fazê-lo.
(...) Viram-se imagens. As ruas, desde há dois anos, têm, em Olivença, de novo, os antigos nomes portugueses, ao lado doa atuais. (...) Eles afirmaram, uma e outra vez, que não querem saber das questões políticas e territoriais. Só querem a sua cultura, a sua identidade, e a sua História, reveladas, conhecidas, divulgadas... políticas à parte, disseram-no inúmeras vezes.(...)

Augusto Amado


_______________________________________________________________________________________________-

TEXTO ORIGINAL INTEGRAL

SURPRESA!!! (O QUE SE APRENDE NA TELEVISÃO.... )

Parecia mentira. Mas... era verdade. Oliventinos autênticos, na televisão (RTP), durante mais de quarenta minutos, em Português se expressaram. Discorreram sobre o abandono a que o Estado português, os órgãos de comunicação, os intelectuais lusos, e outros sectores, os votaram até agora. Nos dias 22 e 24 de Março de 2013, pois a entrevista, conduzida por Maria Flor Pedroso, foi para o ar duas vezes.
Vieram a Lisboa para entregar pedidos de nacionalidade portuguesa para conterrâneos seus, de Olivença. É já a segunda vez, e já o fizeram cerca de cento e quarenta pessoas nessas condições. Há mais a quererem fazê-lo.
Não era possível falsificar as imagens. Eduardo Machado e Joaquim Becerra falavam em nome de uma associação de oliventinos com apenas cinco anos, o "Além Guadiana". Parece que, nas palavras de um deles, quer(em) que Olivença regresse linguisticamente aos anos 1950, quando a população, bilingue, tinha como língua materna (principal) o Português, e não o castelhano, como sucede hoje. Disseram também que todos os anos que promovem encontros lusófonos ("Lusofonias") abertos, não só a Portugal, mas a todos os Países de expressão portuguesa, e que têm comunicado isso e que quase são ignorados...
Viram-se imagens. As ruas, desde há dois anos, têm, em Olivença, de novo, os antigos nomes portugueses, ao lado doa atuais. Setenta e tal ruas!!!
Será possível? Haverá vontade, numa comunidade desligada da sua cultura mãe há duzentos anos, encontrar esta vontade e este entusiasmo?
Eles afirmaram, uma e outra vez, que é isso que se passa. Não querem saber das questões políticas e territoriais. Só querem a sua cultura, a sua identidade, e a sua História, reveladas, conhecidas, divulgadas... políticas à parte, disseram-no inúmeras vezes.
Proclamaram estar um pouco ressentidos com o silêncio sobre eles que existe em Portugal. a que chamaram "uma mãe que está a rejeitar um filho". Não entendem. Deram exemplos de persistência portuguesa, chegando a citar a luta por Timor.
Foi assim que oliventinos, autênticos, autóctones, se expressaram na televisão portuguesa. Em 22 e 24 de Março de 2013.
Almada, 26 de Março de 2013
Augusto António Amado
De olivencalivre a 20 de Abril de 2013 às 15:31
(Este artigo, segundo o Público, partiu da iniciativa de vários portugueses, que querem permanecer anónimos, que viram e ouviram o programa de Televisão de 22 de Março de 2012, e a repetição de 24 de Março, e decidiram pagar um "anúncio"; ocupa 2/3 partes da página 29 do PÚBLICO)
PÚBLICO, 20 de Abril de 2013( nota: o título, «Olivença", está maior e muito mais espesso do que aqui apresentado, em letras muito negras; é impossível não dar por ele!)


OLIVENÇA

Algumas afirmações de dois oliventinos (autóctones), e portanto tornadas amplamente públicas, da Associação Cultural oliventina «Além Guadiana»(fundada, com fins PURAMENTE CULTURAIS, em Olivença, em 2008), em programa de Televisão portuguesa, numa entrevista de uma hora (22 e 24 de Março de 2013)

«...mas há uma coisa curiosa: depois de 200 anos o sentimento português continua em Olivença.»
«...durante duzentos anos... o Estado português não olhou para Olivença. Nós (Além Guadiana) estamos à margem da política (...) e também não nos vamos pronunciar sobre a questão do território. Respeitamos todas as posições... mas não é o nosso trabalho.»
«...Olivença tinha uma mãe biológica que era Portugal , foi adotada por Portugal, e agora o filho quer conhecer a mãe biológica (...) não estamos à espera que nos dê nada, só estamos a dizer que olhe para nós (...) "Boa Tarde", pelo menos.»
«...Jornadas que fazemos anualmente, e que se chamam Lusofonias (...).Mas acontece que da parte portuguesa não temos resposta (...). O sentimento, os antepassados... e se andamos nós a propagar a Língua portuguesa (...) que espalhámos pelo Mundo,..aqui, a meia dúzia de quilómetros... não sei do que é que estão à espera! Macau está longe, Timor esteve longe. Foram 25 anos de luta. E Olivença, (o) quê?»
[150 pessoas de Olivença a pedir a nacionalidade portuguesa]«...e isto é só o início (...) há um conjunto crescente de oliventinos que mostraram esse interesse por adquirir a nacionalidade portuguesa (...) começou a crescer aquele interesse por incorporar a nacionalidade portuguesa à espanhola...»
«Nós somos alentejanos (...). Basta ir a Olivença e ver que é uma vila com arquitetura alentejana.»
«Nós também fazemos esta pergunta: será só a questão política? Ou também há, da parte intelectual, alguma [resistência](...) que algum escritor se lembrasse de escrever, em vez de "Angola, amor impossível", "Olivença, amor possível"»

Seleção da responsabilidade EXCLUSIVA do Movimento de Cidadãos para a divulgação da Cultura Portuguesa em Olivença

Comentem entrada

.Hora solar de Olivença

.Procurem neste blógui

 

.Que horas são?

Hora oficial:

.Contadôri


contador de visitas

.Entradas recentes

. "Ruas e aldeias de Oliven...

. Ruas bilingues em Táliga?

. Nacionalidades também em ...

. Mirandês na escola (2017)

. Olivença e a Raia na TVE ...

. Limpeza da ermida de Noss...

. Língua quíchua, mais ensi...

. O asturiano em 2017

. Pastor (Ánchel Lois Salud...

. Português cristang ou cri...

.Arquivos

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.Palavras-chave

. todas as tags

.Ligações

.Dicionário galego-português

Pesquisa no e-Estraviz

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO

.Participem

. Participem neste blógui

.Contadôri

.subscrever feeds