Quinta-feira, 6 de Novembro de 2008

Não o permitamos! (II)

¡NO LO PERMITAMOS! (2ª parte)
 

Olivenza goza de una de las retablísticas del Alto Alentejo y Extremadura más importantes y representativas de toda el área.

 

Santa María del Castillo, Santa María Magdalena y la capilla de la Santa Casa de Misericordia son claros ejemplos.

 

 

Desgraciadamente y en pleno siglo XXI todavía se pueden apreciar verdaderas obras de arte destrozadas en las traseras de dichos retablos, llenas de humedad y condenadas, si no se remedia pronto, a desaparecer.

 

José Antonio González Carrillo

 

 

NÃO O PERMITAMOS! (2ª parte)

 

Olivença goza de uma das retablísticas do Alto Alentejo e da Estremadura espanhola mais importantes e representativas de toda a zona.

 

Santa Maria do Castelo, Santa Maria Madalena e a capela da Santa Casa de Misericórdia são claros exemplos.

 

Infelizmente, e em pleno século XXI, ainda se podem contemplar verdadeiras obras de arte destroçadas nas partes de trás destes retábulos, cheias de humidade e condenadas a desaparecer se não se intervém rapidamente.

 

José Antonio González Carrillo

Publicado por AG às 11:04
Ligação da entrada | Comentem | Adicionem aos favoritos
|  O que é? | Partilhári
Comentário(s):
De olivencalivre a 13 de Novembro de 2008 às 22:57
UM POEMA SOBRE UMA SANTA ROUBADA...QUE NÃO O FOI !!!
Explicação: em Táliga, vila que foi aldeia de Olivença até 1850, dizia-se que "os
portugueses roubaram a Santa da terra!". Era comum os taliguenhos receberem os
portugueses com esta acusação. Em 2007, a Santa "nova" foi restaurada por verdadeiros
especialistas espanhóis, que descobriram o que já muitos suspeitavam: por debaixo de
pinturas completamente imprórias, estava uma "estátua" portuguesa do século XVII, ou
seja, estava a Santa "roubada". Assim se desfez uma calúnia absurda, que o velho
sacristão, snr. Felisberto Silva, falecido há poucos anos com idade muito avançada, e
falando português, dizia que mais não era do que isso: uma calúnia, resultado de um
restauro infeliz, e de interesses políticos "conhecidos". O meu poema procura elogiar a
"santa", e chamar a atenção para um erro de cinquenta anos, ou mais!

A SANTA ESCONDIDA
(Táliga/OLIVENÇA)

Linda Nossa Senhora dos Santos,
de Táliga, Santa protectora;
há séculos que ouves cantos
das gentes de que és tutora!

Em Olivença, os teus acalantos
conhecidos são, oh! Senhora!
Em Juromenha, até, teus encantos
chegaram, formosa benfeitora!

Quatro séculos tens de "vida"
a proteger quem te adora
lá da tua singela ermida!

Afinal, nunca te foste embora!
Sob disfarce, estavas escondida,
mas sempre foste a d´outrora!

Carlos Luna
Estremoz, 13 de Novembro de 2008

Comentem entrada

.Hora solar de Olivença

.Procurem neste blógui

 

.Que horas são?

Hora oficial:

.Contadôri


contador de visitas

.Entradas recentes

. Cristina Branco

. Prémio "Mais Alentejo" 20...

. Defesa das portas (setemb...

. Um cadinho de fado (Joana...

. Ruas bilingues (mais imag...

. Os Acetre em Olivença pel...

. Ribeiro e Castro e Oliven...

. Nasce "Conexión Lusófona"...

. Portugal ganhou o Euro de...

. Mais sobre o dia de Portu...

.Arquivos

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.Palavras-chave

. todas as tags

.Ligações

.Dicionário galego-português

Pesquisa no e-Estraviz

.Dezembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO

.Participem

. Participem neste blógui

.Contadôri

.subscrever feeds