Terça-feira, 24 de Fevereiro de 2009

Segundo comunicado de fevereiro na imprensa

Olivença: Fernández Vara inaugura Jornada sobre português oliventino

 

 
O Presidente da Junta da Extremadura, Guillermo Fernández Vara, inaugura sábado uma Jornada sobre o português oliventino, organizada pela associação cultural Além Guadiana com a colaboração do Gabinete de Iniciativas Transfronteiriças, Deputação de Badajoz e Câmara Municipal de Olivença. Este evento abordará a importância da língua portuguesa no concelho, bem como a necessidade de articular iniciativas que contribuam para a sua vitalização.

 

Em Olivença, diz a organização do encontro, fala-se o português desde a Idade Média, embora o uso se encontre reduzido hoje às camadas mais idosas. «Linguisticamente, o português de Olivença é considerado como um subdialeto alentejano com superstrato espanhol. Precisamente faz dois meses que o Conselho da Europa emitiu um relatório no qual aconselha medidas de proteção e promoção do português em Olivença, bem como doutras línguas e dialetos minoritários do continente», pode ler-se num comunicado da associação cultural Além Guadiana. .

No encontro participam linguistas, representantes de universidades de Portugal e de Espanha e de instituições como o Conselho da Europa e o Instituto Camões, para falar do valor cultural dos dialetos e línguas minoritárias no continente europeu, as características do português que se fala em Olivença e as possíveis atuações para reverter a dinâmica de desaparição de uma língua que faz parte da identidade cultural oliventina.

 

Segunda, 23 de Fevereiro de 2009 - 22:10
Fonte:http://www.noticiasalentejo.pt/
Publicado por AG às 14:44
Ligação da entrada | Comentem | Adicionem aos favoritos
|  O que é? | Partilhári
Comentário(s):
De olivencalivre a 25 de Fevereiro de 2009 às 21:59
VIVA O PORTUGUÊS DE OLIVENÇA!!!

Lusa língua que em ti se fala
como fruto da tua memória;
não se deixe que haja quem a cala
e defenda ser tal uma vitória!!

Em Olivença há quem faça gala
em odiar a voz da História,
e tente sepultá-la numa vala
como morta sem honra ou glória!!

A tua velha fala portuguesa
com o seu alentejano acento
revela música e beleza...

Não esqueças que todo o sentimento
p´ra ser profundo e ter grandeza
busca sempre nos avós alento!

Carlos Eduardo da Cruz Luna
Estremoz, 25 de Fevereiro de 2009


O PORTUGUÊS NÃO MORREU EM OLIVENÇA
(homenagem à jornada de 28-Fevereiro-2009 da língua portuguesa em Olivença)

Há setecentos anos, em Português,
nasceste como vila alentejana.
O teu castelo se fez com rapidez
e cresceste pujante e raiana.

Olivença, o nobre e o camponês,
no palácio ou na choupana,
falavam com toda a altivez
a sua linguagem lusitana!

A História colocou-te, dividida,
entre dois mundos em disputa.
Tua velha voz foi enfraquecida.

Mas a tu´alma sobreviveu à luta!
E de novo, porque nunca vencida,
é a língua de Camões que se escuta!

Estremoz, 25-Fevereiro-2009
Carlos Eduardo da Cruz Luna

Comentem entrada

.Hora solar de Olivença

.Procurem neste blógui

 

.Que horas são?

Hora oficial:

.Contadôri


contador de visitas

.Entradas recentes

. Mais ruas bilingues em 20...

. Olivença através dos livr...

. Valenciano de Múrcia (201...

. 600 oliventinos portugues...

. Língua asturiana no ensin...

. Catalão e aragonês em Ara...

. Olivença na RTP ("Linha d...

. Cristina Branco

. Prémio "Mais Alentejo" 20...

. Defesa das portas (setemb...

.Arquivos

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.Palavras-chave

. todas as tags

.Ligações

.Dicionário galego-português

Pesquisa no e-Estraviz

.Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
blogs SAPO

.Participem

. Participem neste blógui

.Contadôri

.subscrever feeds