Sexta-feira, 27 de Março de 2009

Quem nos vê?

Podem ver quem nos vê. Vamos ver:

Country Page Views for Map Area (http://feedjit.com/stats/alemguadiana.blogs.sapo.pt/map/):

  Portugal Portugal  [45%]
  Spain Espanha  [19%]
  Brazil Brasil  [15%]
  United States Estados Unidos  [4%]
  United Kingdom Reino Unido  [3%]
  Netherlands Países Baixos  [2%]
  Canada Canadá  [2%]
  Germany Alemanha  [2%]
  Philippines Filipinas  [1%]
  Norway Noruega  [1%]
  European Union União Europeia???  [1%]
  Poland Polónia  [1%]
  Switzerland Suíça  [1%]
  Argentina Argentina  [1%]
  Peru Peru  [1%]
  France França  [1%]

 

Palavras-chave: , , , ,
Publicado por AG às 15:24
Ligação da entrada | Comentem | Adicionem aos favoritos
|  O que é? | Partilhári
Comentário(s):
De olivencalivre a 27 de Março de 2009 às 21:22
TEXTO MUITO IMPORTANTE PELO AUTOR E PELO IMPACTO QUE TEM
Jornal "PÙBLICO", 27 de Março de 2009, "Jornada do Português de Olivença"


DO PORTUGUÊS DE OLIVENÇA À CANONIZAÇÃO DE NUN´ÁLVARES
«A elevação do Condestável à dignidade dos altares da Igreja Católica pelo Vaticano não
pode ser ignorada por Portugal»
«Para que servem os órgãos de Comunicação do Estado, se não abordam as questões de
interesse nacional?»
General José Alberto Loureiro dos Santos
(nota à margem do texto: este general é o melhor especialista em estratégia em Portugal.
Não é muito conservador, tendo tido a confiança do chamado Bloco Central, isto é, do PSD
e do Partiodo Socialista)
Nestes tempos de pouca auto-estima nacional, está fora de moda dizermo-nos patriotas,
afirmarmos o orgulho de sermos portugueses, termos vontade de projectar para o exterior
os valores, personagens e acontecimentos que nos distinguem positivamente. Apesar disto,
surpreende não ter sido aproveitado um acontecimento recente, que revela bem um dos
trunfos em quer deveríamos apostar, não apenas para nos destacarmos internacionalmente,
mas também para unir bandeiras entre os portugueses - uma "jornada do português" em
Olivença, efectuada no dia 28 de Fevereiro de 2009.
Deu um tom oficial à "jornada" a participação do Presifdente da Junta da Extrermadura
espanhola, Guillermo Fernandez Vara, um oliventino de gema. Provocou uma onda de emoção
nos cerca de 200 assistentes, ao lembrar que, "nasua casa paterna, o Português era a
língua dos afectos". Uma herança que preserva, tendo consciência de que constitui uma
especificidade cultural da Região de Olivença, da qual poderá retirar muitas vantagens.
Um encontro em que participaram numerosos especialistas em assuntos linguísticos,
especialmente da língua portuguesa, tanto de nacionalidade portuguesa como espanhola.
Mostrou que o Português está a renascer entre os oliventinos, com a Região Autónoma da
Extremadura a considerar o seu ensino como actividade de importância estratégica para os
extremenhos. Ouviram-se intervenções, além dos presidentes das câmaras de Olivença e de
Barrancos, de professores universitários portugueses e espanhóis, do director(espanhol)
do Instituto dos Direitos Humanos e consultor do Conselho da Europa e de uma
representante do nosso Instituto Camões.
Foi bem destacado o papel da lìngua Portuguesa no mundo e a sua crescente atracção
para todos os países que desejam ou precisam de tartar e conviver com uma comunidade de
cerca de 240 milhões de falantes do Português.
A jornada foi promovida e organizada por uma associação oliventina, Além Guadiana, que
tem por principais objectivos fazer reviver o português e outros aspectos culturais
portugueses nas terras de Olivença, como mais-valia que caracteriza os oliventinos e os
identifica face aos espanhóis. Uma comunidade específica de ligação cultural entre os
dois países vizinhos, com potencial para ser uma área dinamizadora das melhores relações
entre Portugal e Espanha.
É lamentável que, a este evento, "efectuado com o sancionamento das autoridades
espanholas máximas a nível local e regional", com a cobertura de numerosos e importantes
órgãos de comunicação do País vizinho, a um acontecimento destes, durante o qual, pela
primeira vez desde 1801, a língua portuguesa se manifestava (oficialmente) em Olivença,
não tivesse havido um meio de comunicação social português de nível nacional que desse
atenção e noticiasse. A televisão pública não se apercebeu? A Rádio Difusão Portuguesa
não considerou importante? Provavelmente, deixaram-se distrair por outros acontecimentos,
a maioria dos quais não teria, Para Portugal e CPLP, um centésimo da importância deste.
Para que servem os órgãos de comunicação do Estado, se não abordam as questões de
interesse nacinal?
Outro evento a que convém estar atento é a canonização de Nuno Àlvares Pereira, no
próximo dia 26 de Abril.(...)
(NOTA: que me desculpem os leitores, mas, tendo tido de passar tudo letra por letra e
palavra por palavra em tempo de serviço, não vou transcrever o resto do texto, tão
extenso como o já apresentado, por falta de tempo; limitei-me ao que a Olivença diz
respeito;se alguém o quiser fazer, animo-o a isso!!!! Carlos Luna)


De AG a 28 de Março de 2009 às 08:37
Façam o favor de comentar no lugar certo. Neste caso, nada tem a ver uma coisa com a outra. Obrigado.

Comentem entrada

.Hora solar de Olivença

.Procurem neste blógui

 

.Que horas são?

Hora oficial:

.Contadôri


contador de visitas

.Entradas recentes

. Pastor (Ánchel Lois Salud...

. Português cristang ou cri...

. Dia de Portugal em Oliven...

. Línguas americanas na Amé...

. Volta a língua portuguesa...

. "Tinta verde" (Vitorino):...

. Mais ruas bilingues em 20...

. Olivença através dos livr...

. Valenciano de Múrcia (201...

. 600 oliventinos portugues...

.Arquivos

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.Palavras-chave

. todas as tags

.Ligações

.Dicionário galego-português

Pesquisa no e-Estraviz

.Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30
blogs SAPO

.Participem

. Participem neste blógui

.Contadôri

.subscrever feeds