Segunda-feira, 13 de Abril de 2015

Comunicado de imprensa de "Lusofonias Olivença" (2015)

“Lusofonias Olivença” reivindica a língua portuguesa

Na próxima sexta-feira 17 de abril, a partir das 18:00 h. espanholas, terá lugar, no Museu Etnográfico “González Santana”, em Olivença, uma nova edição das “Lusofonias”, espaço cultural dedicado ao mundo lusófono, que neste ano estará especialmente centrado no âmbito da língua portuguesa. O evento está promovido pela Associação Cultural “Além Guadiana”, em colaboração com a Universidade Popular, o Museu Etnográfico e a Câmara Municipal de Olivença.

 

Atividade de relevo será a leitura pública continuada em português, na qual, durante uma hora, os participantes que o desejarem poderão ler livremente fragmentos de diferentes obras em prosa ou verso. Como em anos anteriores, foi designada a “Padroeira” das Lusofonias, nomeação que vai para uma pessoa de destaque nas artes ou as letras, que nesta edição coube a Isabel Ricardo, reconhecida escritora de romance histórico, como também de literatura infantil e juvenil, que será a encarregada de iniciar a leitura pública.

 

Igualmente, serão celebradas palestras sobre as Estratégias para o Português em Olivença e sobre a Importância da Língua Portuguesa no Mundo, esta última proferida por José Ribeiro e Castro, deputado da Assembleia da República Portuguesa. Isto coincidirá com a exposição “O Tempo da Língua”, em cooperação com o Instituto Camões, e com um ato simbólico de comemoração dos 800 Anos da Língua Portuguesa.

 

Com esta nova edição das “Lusofonias”, a associação Além Guadiana continua a aprofundar na aproximação cultural entre Olivença e Portugal, e os restantes países lusófonos, bem como na valorização da herança linguística, histórica e etnográfica portuguesa desta singular localidade, única na península Ibérica pelo seu carácter bicultural.

 

“Lusofonias Olivenza” reivindica la lengua portuguesa

El próximo viernes 17 de abril, a partir de las 18:00 h., tendrá lugar, en el Museo Etnográfico “González Santana”, en Olivenza, una nueva edición de “Lusofonias”, espacio cultural dedicado al mundo lusófono, que este año estará especialmente centrado en el ámbito de la lengua portuguesa. El evento está promovido por la Asociación Cultural “Além Guadiana”, en colaboración con la Universidad Popular, el Museo Etnográfico y el Ayuntamiento de Olivenza.

Actividad relevante será la lectura pública continuada en portugués, en la cual, durante una hora, aquellos participantes que lo deseen podrán leer libremente fragmentos de diferentes obras en prosa o verso. Como en años anteriores, se ha designado la “Padroeira” de las Lusofonias, nombramiento que recae en una persona destacada en el mundo de las artes o las letras, que en esta edición ha correspondido a Isabel Ricardo, reconocida escritora de novela histórica, así como también de literatura infantil y juvenil, que será la encargada de iniciar la lectura pública.

Asimismo, se celebrarán conferencias sobre las Estrategias para el Portugués en Olivenza y sobre la Importancia de la Lengua Portuguesa en el Mundo, esta última impartida por José Ribeiro e Castro, diputado de la Asamblea de la República Portuguesa. Ello coincidirá con la exposición “O Tempo da Língua”, en cooperación con el Instituto Camões, y con un acto simbólico de conmemoración de los 800 Años de la Lengua Portuguesa.

Con esta nueva edición de “Lusofonias”, la asociación Além Guadiana continúa ahondando en la aproximación cultural de Olivenza a Portugal y a los países lusófonos, así como en la valorización de la herencia lingüística, histórica y etnográfica portuguesa de esta singular localidad, única en la península ibérica por su carácter bicultural.

 

ECOS NA IMPRENSA:

(10.IV.2015)

http://www.jn.pt/PaginaInicial/Tags/default.aspx?tag=Oliven%E7a (11.IV.2015)

http://www.linhas.pt/search?searchphrase=all&searchword=Oliven%C3%A7a (16.IV.2015)

 

 

Publicado por AG às 15:29
Ligação da entrada | Comentem | Adicionem aos favoritos
|  O que é? | Partilhári
Comentário(s):
De olivencalivre a 18 de Abril de 2015 às 15:07
REPORTAGEM/NOTÍCIA

LUSOFONIA EM FORÇA. 17-ABRIL-2015



Olivença, 17 de Abril de 2015. Um dia diferente. No Museu etnográfico González Santana, na sala de exposições, com as paredes cobertas de cartazes alusivos ao tema, por volta das 17:00, decorreu a sessão inaugural das "LUSOFONIA 2015", em forma de colóquio. Com a presença dos membros da Direção da Associação oliventina "Além Guadiana", do Presidente da Câmara local, Bernardino Piriz Anton, da escritora Isabel Ricardo, da violinista oliventina Elia Antunez Antunez, do deputado português José Ribeiro e Castro, e, claro, uma sala cheia de assistentes.

Começou por falar Eduardo Naharro Macias-Machado, da Direção da "Além Guadiana", expondo os objetivos gerais, e destacando o caminho percorrido, desde 2008, pela Associação, em defesa da Língua Portuguesa, da História, e da Cultura portuguesas, sem considerações políticas ou soberanias. Usou da palavra depois a escritora Isabel Ricardo, designada "Padroeira" das Lusofonias 2015, congratulando-se com a honra, elogiando as maravilhas de Olivença, e prometendo um livro de Aventuras para jovens com Olivença por cenário. Seguiu-se o deputado Doutor Ribeiro e Castro, igualmente agradecendo o facto de estar presente num tal evento, e de fazer parte da mesa da Presidência do Colóquio. Falou o Presidente da Câmara de Olivença, elogiando o trabalho da "Além Guadiana" no sentido de fazer reviver as raízes da História, da Cultura (incluindo a Língua Portuguesa), do "sentimento" de Olivença. Acabou por ler um poema em Português.

Cantaram depois crianças, em coro, e, claro, na língua de Camões, a canção "A Loja do Mestre André". Seguidamente, no pátio, foram soltados balões verdes e amarelos (as cores de Olivença), numa homenagem das gentes da terra aos 250 milhões de luso-falantes do mundo...em que se querem ver incuidos os oliventinos. Crianças seguravam um cartaz onde se podia ler que a Língua Portuguesa tem 7 séculos em Olivença.

Regressou-se à sala de exposições, e mais intervenções se produziram, além de se ouvir interpretar um trecho musical pela oliventina Élia Antúnez Antúnez e por Radu Buzac, seu acompanhante em percursão.

Muitas declarações foram produzidas, mas o espaço não permite destacá-las todas. Destacaram-se duas. O deputado Ribeiro e Castro destacou a importância do Português no mundo atual, não só pelo seu peso demográfico (250 milhões de falantes) e pelos vários países que a usam em todos os continentes, mas pelo facto de ser uma língua em ascensão, e de ter um papel cada vez mais importante em todos os aspetos, não esquecendo o económico. O Presidente da "Além Guadiana", Joaquín Fuentes Becerra, apresentou ideias e um esboço de um plano para que o Português recuperasse terreno em Olivença, contrariando um retrocesso que vem dos anos 1950/1960, e não hesitou em propor a cooficialização da mesma língua.

A sessão foi encerrada já por volta das 20:00, com o agrado geral dos participantes. Note-se que quase todas as intervenções foram, evidentemente, em Português.

Estremoz, 17 de abril de 2015

Carlos Eduardo da cruz Luna

Rua General Humberto Delgado, 22, R/C 7100-123-ESTREMOZ CC 04737795 //268322697//939425126

Comentem entrada

.Hora solar de Olivença

.Procurem neste blógui

 

.Que horas são?

Hora oficial:

.Contadôri


contador de visitas

.Entradas recentes

. Cristina Branco

. Prémio "Mais Alentejo" 20...

. Defesa das portas (setemb...

. Um cadinho de fado (Joana...

. Ruas bilingues (mais imag...

. Os Acetre em Olivença pel...

. Ribeiro e Castro e Oliven...

. Nasce "Conexión Lusófona"...

. Portugal ganhou o Euro de...

. Mais sobre o dia de Portu...

.Arquivos

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.Palavras-chave

. todas as tags

.Ligações

.Dicionário galego-português

Pesquisa no e-Estraviz

.Dezembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO

.Participem

. Participem neste blógui

.Contadôri

.subscrever feeds