Sexta-feira, 16 de Outubro de 2015

Oliexpansão (23 e 24 de outubro de 2015)

 

 

 

 

Publicado por AG às 16:43
Ligação da entrada | Comentem | Adicionem aos favoritos
|  O que é? | Partilhári
Comentário(s):
De olivencalivre a 18 de Outubro de 2015 às 22:15
EM TEXTO

OLIEXPANSÃO, 23 e 24 de OUTUBRO de 2015

Decorrerá, em Olivença, por iniciativa da "AULA DE PORTUGUÊS" da Universidad Popular de Olivenza, um encontro/ciclo de debates de dois dias, sob o lema "AS VIAGENS PORTUGUESAS E O ENCONTRO DE CIVILIZAÇÕES", com o apoio de múitiplas entidades e a intervenção de vários oradores, incluindo um deputado português.

Tudo terá início no dia 23 de Outubro, às 11:30 (hora de Madrid; 10:30 de Lisboa), no Convento de São João de Deus, com uma cerimónia de abertura, em que falarão vários intervenientes ,quase todos da organização (presidente da Câmara d Olivença, Diretor do Turismo da Extremadura, Deputado da Diputación de Badajoz, um dirigente do Turismo do Alentejo, um deputado português, e o Presidente da Associação Cultural Lusófona oliventina "Além Guadiana"); depois, será lançado o livro "A Competitividade no Sector do Turismo; Contributos, Desafios e Implicações", de Cristina Estêvão; seguir-se-á uma mesa redonda sobre o Turismo em Olivença, e, seguidamente, pelas 17: 00 (16:00 de Portugal), uma visita guiada a Olivença e o "Embarcadouro" de Vila Real, junto ao Guadiana, em frente de Juromenha (a 10 Km. de distância). Às 18:30 (17:30 de Lisboa), de regresso, e no Museu Etnográfico "González Santana"(Castelo dionisino), terá lugar uma conferência sobre "História e Cultura do Brasil/A Carta de Pêro Vaz de Caminha", seguindo-se a abertura duma exposição subordinada ao tema "AS VIAGENS PORTUGUESAS E O ENCONTRO DE CIVILIZAÇÕES". No final, já na Casa da Cultura de Olivença (22:00; 21:00 de Lisboa), poder-se-á assistir ao Concerto "Universo Lusófono", a cargo de Luís Caracol.

No dia 24 de Outubro, na Casa da Cultura também, às 10:30 (9:30 de Portugal), ocorrerá uma projeção de Cinema Infantil ("A Turma da Mônica-Uma Aventura no Tempo"), Cinema Sénior ("O Guarani"), e, após o almoço, uma videoconfrência entre oliventinos no mesmo local (17:00; 16:00 de Lisboa)("Europeus e brasileiros: Ilhéus"); ás 17:40 (16:40), terá lugar um "atelier" de "Atividades lúdico.pedagógicas alusivas às Viagens Portuguesas - «Os Descobrimentos»", a cargo de Escolas e Instituições oliventinas; às 18:30 (17:30 em Portugal), a encerrar, será representada peça teatral "A Aldeia das Laranjas", pelo Grupo de Teatro "Do Imaginário", de Évora.

Recorde-se que Olivença participou destacadamente na aventura portuguesa dos Descobrimentos, destacando-se duas figuras: Aires Tinoco (Séc. XV), grande figura de navegador ainda no tempo do Infante D. Henrique, e Frei João da Fonseca, arcebispo de Goa (séc. XVI). No que toca às relações com o Brasil, hás três Olivenças no Brasil, uma delas nos arredores de Ilhéus, e o primeiro Bispo residente e falecido em Olivença, o qual mandou erguer nela o templo de Santa Maria Madalena, jóia do Manuelino, foi Frei Henrique de Coimbra... nada menos que o oficiante da primeira missa no Brasil, em 1500!



Estremoz, 18 de Outubro de 2015

Carlos Eduardo da Cruz Luna
De olivencalivre a 27 de Outubro de 2015 às 21:10
HOY OLIVENZA, 25-OUTUBRO-2015
TRADUÇÂO DE CARLOS LUNA

UMA VIAGEM PELA HISTÓRIA E CULTURA LUSITANAS APROXIMA OLIVENÇA DAS SUAS RAÍZES
(NOTÍCIA DE EVA M. NEVADO, 25/10/2015)
(«Parte de las propostas culturais de 'Oli-Expansão', segundo Eduardo Naharro Macias-Machado, da Organização: Teatro, cinema, música, uma conferencia e uma exposição
completaram a programação das I Jornadas 'Oli-Expansão'.»)
---------------------------------------------------------------------------------------------------------
A programação das I (as) Jornadas "Oli-Expansão"celebradas na localidade de Olivença nos dias 23 e 24 de outubro, incluiu, para além dos encontros destinados à análise das oportunidades turísticas de Olivença no âmbito lusófono, uma conferência, uma exposição, actividades pedagógicas, cinemas adulto e infantil, teatro e música.

Com estas atividades quis-se valorizar a herança lusa que Olivença guarda, não só no âmbito linguístico, mas também no das suas tradições e cultura, que comparte com as localidades da região do Alentejo português, assim como o papel que a cidade desempenhou numa época tão importante da História de Portugal como a das expedições
ultramarinas.

Foi precisamente este protagonismo de "vizinhos"(naturais) de Olivença nas viagens ultramarinas o que motivu la conferência sobre la carta de Pêro Vaz de Caminha, explicada na passada sexta-feira no "Museo Etnográfico Oliventino/Extremeño González Santana pelo jornalista e historiador português José Levy Domingos e pelo professor da Aula de Português da "Universidad Popular de Olivenza" e membro da associação Além Guadiana, Eduardo Naharro-Macías.

Levy esmiuçou alguns aspetos desta carta, datada de 1500, considerada o primeiro documento oficial sobre o descobrimento do Brasil e redigida por Pêro Vaz de Caminha, escrivão da frota de Pedro Álvares Cabral, o primeiro a pisar território brasileiro. Nesta frota, onde estava presente uma ligação direta com Olivença, a missiva dirigida ao rei D. Manuel I de Portugal narra com pormenor a descoberta das novas terras.

Fazia parte daquela expedição, e foi o encarregado de celebrar a primeira missa em território brasileiro Frei Henrique de Coimbra, o qual anos depois seria nomeado bispo de Ceuta COM SEDE EM OLIVENÇA.Para além deste membro do clero (que há quem diga que, fosse ou não oliventino, tinha família em Olivença...), foram muitos os oliventinos e oliventinas que participaram nas expedicões ultramarinas, e entre los que se contam-se Aires Tinoco, Isabel Rui Gama, Rui Vicente, Estêvão Mendes Carapeto, ou Álvaro Castanho, (NOTA DO TRADUTOR:para só citar alguns dos cerca de 50 nomes possíveis).

No final da conferência foi inaugurada na Sala de "Usos Múltiples" do "Museo Etnográfico" a exposição "As Viagens Portuguesas e o Encontro das Civilizações" ('Los Viajes Portugueses y el Encuentro de las Civilizaciones'). Esta mostra, cedida pelo Centro de Língua Portuguesa em Cáceres «Camões», reúne 30 painéis com os aspetos mais destacados da aventura ultramarina portuguesa.

Cultura e tradições

A primeira jornada do "Oli-Expansão concluiu com um concerto dado por Luiz Caracol, músico elvense que encheu a "Casa de la Cultura" de Olivença com sons que evocaram o Brasil mais autêntico e os ritmos próprios de Angola ou de Cabo Verde. Caracol tornou o público presente eu cúmplice e participante no concerto, convidando a acompanhá-lo em alguns momentos, e interpretou uma canção do seu amigo e compositor Jorge Drexler, pois que, como explicpu, sempre gosta de interpretar uma canção no idioma daqueles países que visita.

As propostas culturais de "Oli-Expansão" continuaram no sábado, 24, com a projeção em horário matinal, em língua portuguesa, da película infantil "A Turma da Mônica-Uma aventura no tempo' e a película para seniores 'O Guaraní', baseada na obra de José de Alencar.

A peça de teatro 'A aldeia das Laranjas', posta em cena pelo grupo de teatro 'Do Imaginário' de Évora, inspirada na lírica popular d Alentejo, com poemas, frases, canções, adivinhas, (destravalínguas e fábulas da região, pôs fim à primeira edição dumas jornadas que tiveram na profundidade das raízes lusas de Olivença o seu ponto de partida, no que constitui uma nova etapa de oportunidades aberta à cidade.

Comentem entrada

.Hora solar de Olivença

.Procurem neste blógui

 

.Que horas são?

Hora oficial:

.Contadôri


contador de visitas

.Entradas recentes

. Atividades diversas de 20...

. A língua basca cresce em ...

. A fala (galegoportuguesa)...

. "O rei leão" em asturiano

. "Ruas e aldeias de Oliven...

. Ruas bilingues em Táliga?

. Nacionalidades também em ...

. Mirandês na escola (2017)

. Olivença e a Raia na TVE ...

. Limpeza da ermida de Noss...

.Arquivos

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.Palavras-chave

. todas as tags

.Ligações

.Dicionário galego-português

Pesquisa no e-Estraviz

.Dezembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO

.Participem

. Participem neste blógui

.Contadôri

.subscrever feeds